Aline, eliminada por Grazi Massafera com 95% na quinta edição do BBB, atualmente trabalha como carteira

(Foto: TV Globo)
(Foto: TV Globo)

A quinta edição do “Big Brother Brasil” ainda é lembrada pelo público por ser considerada a melhor temporada do reality show da Globo. Entre as histórias que envolvem a edição, está na saída histórica da ex-BBB Aline, eliminada por Grazi Massafera com 95% dos votos, a maior rejeição da história do programa.

Exibido em 2005, a quinta edição dominou a audiência da época e bateu sucessivos recordes de audiência. E agora, depois de 11 anos, nós sabemos por onde andam alguns ex-BBB’s, como é o caso Grazi e até de Jean Wyllis, que também era da quinta edição e hoje é deputado federal. Na época, uma das maneiras de entrar no programa era por telefone. Assim entrou Aline, após a saída repentina de Marielza, que também entrou via inscrição por telefone, devido a um AVC. Na história do programa, Cida e Mara, que também entraram no reality desta forma, venceram  a quarta e sexta edição, respectivamente.

(Foto: Reprodução / Facebook)
(Foto: Reprodução / Facebook)

Aline, historicamente a mais “rejeitada” do programa, hoje trabalha como carteira, em São Paulo, de acordo com as informações do site “EGO”. No programa, Aline era chamada de “Aline X-9”, por conta de atritos que ela fazia entre os grupos de Jean e o doutor Gê, ambos inimigos diretos na casa. Ela chegou a se esconder embaixos dos edredons para escutar uma conversa.

Com a sua saída, Aline sofreu vários “ataques” do público e chegou a ter casa pichada como forma de protesto. Ela foi obrigada a se mudar, do Rio para São Paulo. Ela decidiu ter uma vida comum, e hoje é mãe e trabalha como carteira no Correios, após passar no concurso da empresa.

X

Pin It on Pinterest

X