Klara Castanho fala sobre emancipação e acordo com os pais: “Não mudará nada”

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Klara Castanho faz de tudo, desde atuações na TV, teatro ou cinema até dividindo a produção de um livro. No momento, ela está em cartaz com a peça “Aprendiz de feiticeiro”, em São Paulo, e prestes a estrelar “É fada”, dirigido por Daniel Filho. E mais, ela não para por aí, Klara apresentou recentemente ao Gshow um projeto de websérie para ela protagonizar.

Em entrevista a jornalista Patricia Kogut, do jornal “O Globo”, Klara comentou sobre a novidade. “Estamos conversando sobre o formato, mas será sobre o universo adolescente”. Sobre o livro, que narrará dramas da juventude, que escreve com Luly Trigo, ela revela. “São histórias que todo mundo viveu, como amizade e primeiro amor. É uma ficção, mas tem episódios inspirados na minha vida, coisas que vi acontecer com amigos. Também tem uma parte em que vou contar sobre o cachorro que ganhei da Xuxa”, conta Klara. O livro será lançado no primeiro semestre de 2017. O cachorro ganhado presenteado por Xuxa, ela ganhou durante o quadro “Papo X”, no “TV Xuxa”, exibido pela Globo.

Um fato curioso sobre Klara e seus projetos profissionais envolve a sua emancipação. Em acordo com os pais, Klara, que completa 16 anos nesta quinta-feira (06), será emancipada para facilitar a sua participação e alguns trabalhos que só poderia atuar se fosse maior de idade. “Esse processo de transição (da infância para a adolescência) é complicado. Eu tive sorte e consegui fazer a Julia (“É fada”) e a Alice (“Além do tempo”), adolescentes natas. Mas a ideia da emancipação surgiu para eu não correr o risco de perder uma personagem futuramente. Foi uma decisão profissional. Acho que, de resto, não mudará nada”.

A conversa sobre a emancipação chegou no fato dela não parecer mais criança. Ela ainda afirmou que nas ruas é mais difícil alguém abordá-la. “Mudou muito a forma como me enxergam. Eu cresci, meu corpo está diferente e não tenho mais o rosto redondo. Não tem a fofura de antes. Acho que isso criou uma resistência para conversarem comigo nas ruas. Quando era mais nova, era mais abordada”.

Em 2017, ela trocará o Rio de Janeiro por São Paulo. Ela e toda a família, e sobre morar sozinha, ela foi clara. “Nem penso nisso. Sou apegada à família. E meus pais são bem tranquilos e companheiros.”

X

Pin It on Pinterest

X