Coluna: Fãs do SBT celebram aniversário de 35 anos da emissora

SBT-35-anos

Parece que foi ontem, mas nosso querido SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) está completando hoje (19/08) nada mais, nada menos do que 35 anos, ou seja, já é mais do que adulto. E neste meio tempo, muitas alegrias, foram levadas ao público, que sempre atento as novidades do canal, cresceu vendo a emissora de Silvio Santos.

Fazer um post falando sobre as curiosidades do canal, relatos históricos e episódios marcantes, seria mais do mesmo, afinal de contas, inúmeros portais já estão trabalhando neste discurso há um bom tempo.

Optei por trazer um diferencial para essa homenagem. Ilustrando a celebração com descrições de fãs da emissora, relatos integrais. O que você, querido (a) leitor (a) irá ler nas linhas abaixo, são o supra sumo do amor pelo SBT.

Graziely Sofia:

“Mexe mexe com as mãos pequeninas… Era com essa música que a pequena Graziely em 1997 cresceu, numa infância liderada por uma turma do orfanato Raio de Luz que pareciam meus melhores amigos. Também na infância outra rainha tinha seu reinado dentro do coração da pequena garotinha, seu nome, era Eliana e muitas coisas aprendi com ela. Dedinhos era um hino da garotinha que cresceu com ela e se apaixonou pelo Melocoton, Chiquinho e toda a galera que brincava com ela. Em 2002 um programa chamou sua atenção “Popstars”, nascia ali as primeiras ídolas da pré-adolescência “Rouge”, que colocou pra dançar a Ragatanga e seus diversos sucessos, sim, sim esse amor é tão profundo e nasceu meus primeiros crushs, o Broz. Na adolescência as mexicanas e meu amor por elas se fortaleceu e o RBD se tornou ídolos no Brasil e lá estava a garota de 16 anos cantando e reverenciando os reis teens. Meu coração foi dominado por novelas mexicanas e muitas marcaram: “La Usurpadora”, “Maria La Del Bairro”, “Las Tontas no Van a Cielo”, até as mais recentes: “Teresa”, “Corazón Indomable” e a rainha, dona de todo reinado mexicano: “Mi Corazón es Tuyo”. Hoje com 22 anos, continuo fazendo parte da família SBTista, família que resolvi muito pequena fazer parte, tanto que minha mãe me chama de “Filha perdida do Silvio Santos” (risos)… Que honra seria fazer parte da família Abravannel que tanto admiro. Sigo acompanhando a emissora, seja com Carrossel, Chiquititas, C1R e a minha sempre RAINHA Eliana. Quanto os novatos, Danilo Gentili e seu “The Noite”, “A garota da Moto”… Enfim, acho que o SBT representa pra mim um sentimento de família e sou grata por tudo que aprendi com a emissora mais feliz do Brasil. Parabéns SBT, Parabéns a nossa família SBTista”. 

Gabriel Vitor:

“Nesses 35 anos do SBT, muitas atrações me marcaram como “Topa Tudo Por Dinheiro”, “Em Nome do Amor”, “Passa ou Repassa”, “Curtindo Uma Viagem”, “Programa do Ratinho”, os clássicos programas do Silvio Santos, além do “Chaves”, “Chapolin” e as novelas mexicanas. Para mim, o SBT representa a alegria da forma mais verdadeira e humilde possível. Não tem como colocar no SBT e gargalhar com o “Programa Silvio Santos”, “The Noite” e “A Praça é Nossa”. Não tem como não se divertir assistindo “Chaves” e “Chapolin”. Se emocionar assistindo as tramas mexicanas. Entreter-se com os desenhos animados, as séries e os filmes. Para mim, o Sistema Brasileiro de Televisão representa tudo que tem a ver com diversão, pois é uma emissora popular, que sempre demonstra ter carisma e que isso é fundamental, além de que o canal não é arrogante. Essa é a grande identidade do SBT, transmitir toda a alegria sem medo de ser feliz. Não é à toa que o SBT é a TV mais feliz do Brasil, afinal de contas, uma emissora com Silvio Santos de proprietário, não tem como deixar de ser alegre. Parabéns, SBT, pelos 35 anos. Que continue transmitindo toda a alegria para o povo brasileiro, que mesmo na crise, não perde um segundo sequer de abrir um sorriso e ser alegre”. 

Paulo Carvalho:

“Você falar de SBT é lembrar de família. É isso que eles passam para os telespectadores. Um ambiente familiar e sem tradições. Uma família que cabe em qualquer família, entende? A emissora encontrou o melhor caminho para ser uma opção para o telespectador que não quer ver desgraças, sensacionalismo… Seus 35 anos merecem ser comemorados porque conseguiram vencer os maiores obstáculos. Agora é colher os frutos”. 

Flank Bekemball:

“O SBT fez parte da minha vida. Adorava acordar com os “Ursinhos Carinhosos”, “Cavalo de Fogo”. Me emocionava com as “Chiquititas”, com “Carinha de Anjo” e “O Diário de Daniela”. Na adolescência vibrava com “Rouge”, “Broz” e o Grande Fenômeno “Casa dos Artistas”. Acompanhei a evolução de grandes artistas, me desiludi com a perda de outros, torci, vibrei, chorei. SBT com toda certeza fez parte da minha vida”. 

Max:

“Parabéns a emissora que carrega mil rótulos consigo, carrega a dignidade estampada de um homem incrível… Mais mil anos de sucesso, na casa dos brasileiros, que crescem sendo felizes, assistindo ao SBT”. 

Wesley Rodrigo:

“SBT vai além de uma simples emissora de televisão. É uma segunda casa, tanto para quem trabalha lá, como para nós fãs 😍❤”.

Pedro Araujo:

“Significa tudo. O SBT norteia a minha vida pessoal desde que me entendo por gente. E virou meu objetivo profissional também”.

Fábio Melo:

“O SBT é a casa onde eu sempre sonhei estar e por isso sou extremamente feliz por poder fazer parte dessa rede. É a emissora que gosta de ser reconhecida por ser feita para o povo e por ter como fundador o maior e melhor animador da história da televisão brasileira. Silvio Santos é realmente um profissional admirável, mas conseguiu fazer do seu canal, um pólo de grandes profissionais da comunicação. Sou apaixonado pelo SBT, assim como amo o jornalismo e, embora eu saiba do esforço que existe para que esse setor cresça dentro da empresa, lembro-me sempre que de lá vieram muitas contribuições para a história do jornalismo no Brasil e que há sempre espaço para as inovações e compromissos da profissão. O SBT é isso, é um celeiro de novidades, mas é, também, um amante da nostalgia. É a emissora que nos brinda sempre com os clássicos que nos acompanharam desde pequenos e, ao mesmo tempo, alimenta nossa curiosidade sobre essa caixinha de surpresas que continua sendo a TV. O jornalismo deve ser puro, verdadeiro, transparente e preocupado com o bem estar da sociedade. Deve, também, ser questionador, para que se suscite as discussões que levam as pessoas a pensar melhor sobre o mundo em que vivemos e as escolhas que fazemos. O SBT é a minha escolha porque é humano, é a figura de homem que prefere falar das coisas boas, porque, assim como o jornalismo, faz parte da vida da gente!”. 


O exemplo vivo do amor dos fãs ao SBT pode ser visto nestas mais simples palavras. Em um simplório, “Obrigado”, em um puxão de orelha: “Poderia ter sido melhor”. A displicência entre o certo e errado, contratações e baixas de elenco, a comemoração ao ato de uma chamada exibida, o acalando com o público infanto-juvenil. São fatores que mostram o quando, nós, fãs da emissora, temos pela emissora comandada por Silvio Santos. Afinal de contas, o Sistema Brasileiro de Televisão é a TV que tem torcida.

Siga-me no Twitter: @Hiago__Junior

X

Pin It on Pinterest

X