Globo, SBT, Record e Viva driblam tecnologia e misturam SD com HD

julioo12111

Com a TV brasileira cada vez mais digitalizada, o analógico já está prestes a ser peça de museu. Principalmente em grandes centros, a imagem HD, em alta definição 16:9, já faz parte da vida dos telespectadores. O HD de hoje daqui alguns anos pode ser apenas uma imagem borrada como aquelas preto e branca de alguns anos atrás, ou estas mais atuais em formato 4:3, o tradicional SD. E o que as grandes emissoras de TV podem fazer para oferecer ao telespectador, imagens de qualidade e ao mesmo tempo preservar seus arquivos? Eis um dilema que Globo, SBT, Record, Band, RedeTV e canais pagos como o Viva, ainda não entraram em consenso.

O acervo de Globo e SBT, por exemplo, é muito grande de programas, novelas e filmes que marcaram gerações, mas que foram gravados ainda na tecnologia analógica. A tendência destas emissoras é descartar todo este material ou dar aquele jeitinho brasileiro?

wzmkqew

Mesmo dividindo opiniões, em agosto de 2014, o SBT esticou a imagem do sucesso Chaves para ser visto em HD, sem aquelas tradicionais faixas pretas que tornam o já acostumado telespectador da TV de alta definição sem muita atração pelo conteúdo. Em 2008, o SBT remasterizou a novela Pantanal da Manchete, melhorando e muito sua imagem. Filmes gravados em películas de cinema já são transformados em HD pelas suas produtoras. Mas o que fazer com o material que não foi captado em alta resolução?

O Viva, exibe novelas e seriados da Globo, como se fossem em HD, mesmo que a imagem tenha uma notória perda de qualidade e muitas vezes distorcida. Já a Globo exibe o seriado Caras de Pau, aos sábados, e na faixa do Vale a Pena Ver de Novo, a novela Anjo Mau, em seu formato original, mesmo que para muitos, seja incomodo ver as famosas barrinhas pretas na tela para tapar a diferença de uma imagem 4:3 para uma 16:9.

canal-viva

Mesmo que com uma programação quase toda em HD é impossível não notar a mescla de tecnologias nas emissoras. O SBT, por exemplo, ainda exibe suas chamadas em SD.

As clássicas novelas da Globo ou até mesmo as icônicas mexicanas do SBT, além das séries e desenhos animados como os clássicos da Warner e da Disney que marcaram épocas e que ainda hoje rendem audiência devem ser esquecidos nos arquivos das emissoras, podem ser reprisadas em formato original, devem ser remasterizadas ou ainda esticadas para o HD, mesmo que a qualidade seja inferior? Exibir ou não, eis a questão!

Siga:

Twitter: @jcfantin

Facebook: @julioportalg

Instagram: @juliocesarfantin

Júlio César Fantin

Trabalhou em empresas de comunicação como SBT SC, Band SC e Regional FM. Criou o site Portal G e o portal Ouvintes.

X

Pin It on Pinterest

X