Coluna: SBT tem que reconhecer jeito Celso Portiolli de fazer rádio e TV

Julioo12111

Poucos profissionais hoje disponíveis no mercado possuem o talento de Celso Portiolli. Prata do SBT, desde as câmaras escondidas das atrações de Silvio Santos, aos inúmeros programas que comandou na emissora. O épico Xaveco, Passa ou Repassa, Ver para Crer e Curtindo uma viagem, são alguns exemplos. Quango Gugu foi para a Record e Silvio Santos lhe deu um presente grego, já sabia que o Domingo Legal seria a ponte para projetos futuros no SBT. O Domingo Legal que teve horário alterado para dar menor visibilidade a Gugu quando de sua saída, já não era mais legal. Um programa que sofreu diversos desgastes durante os anos e que por mais que se reformule precisa descansar. Se hoje Celso Portiolli atinge índices preocupantes no início das tardes de domingo, a culpa é unicamente da emissora que mais recentemente afundou ainda mais o horário com o Mundo Disney.

3a4e03_76407b901ea74cd6987db29363a17957

Celso ganhou um novo programa nas noites de sábado do SBT e o que seria um tapa-buraco se revelou um dos mais recentes acertos. O Sabadão tem mais o DNA de Portiolli do que o Domingo Legal que insiste continuar no ar. A Record notou que o Melhor do Brasil deveria renascer com o nome A Hora do Faro e conseguiu bons resultados. O Domingo Legal também deve ressurgir com um novo nome e aí sim com um novo formato. Pelo contrário, de nada adiantará culpar o apresentador pelo fracasso de um programa morto que a própria emissora fez questão de enterrar há décadas.

Consagrado na televisão brasileira, através do SBT, onde está há 23 anos, o radialista e apresentador Celso Portiolli, 49 anos, começou sua carreira, em Curitiba (PR), em 1984. Até o auge de seu sucesso como apresentador e hoje proprietário da Ótima FM, ele passou por diversas emissoras de rádio no Sul, Sudeste e Centro-oeste.

Mesmo na TV, Portiolli utiliza até hoje a escola do rádio em seus programas. Sua voz, seu carisma, seu poder de persuasão e de improviso o fazem um comunicador completo. A paixão pela comunicação faz o apresentador não deixar o seu berço de lado e continua atuante nas ondas do rádio.

E a bagagem para tal desempenho, Celso conquistou em suas passagens em emissoras AM e FM no Paraná, em Minas Gerais, no Mato Grosso do Sul e em São Paulo. Rapidamente, chegou à capital paulista e fez parte do time de locutores da Jovem Pan, da Bandeirantes e da Rádio Record.

Com o trabalho em evidência na TV, conseguiu recursos para realizar um sonho. Ele sempre teve como objetivo investir na radiodifusão e em 2010, colocou em prática este plano, adquirindo duas emissoras de FM, uma no Vale do Paraíba e a outra na região de Ribeirão Preto. Foi na ocasião que nascia a Ótima FM, emissora que Portiolli se apresenta de segunda a sexta, das 08 as 09h, no Manhã da Ótima.

Com seus transmissores a 1900 metros de altura, a Ótima FM é sintonizada em mais de 55 municípios. Com sinal forte, os milhares de motoristas que utilizam diariamente as rodovias Dutra e Carvalho Pinto têm como companhia o som da Ótima FM que atinge o Vale do Paraíba, o Sul de Minas e a região do Médio Paraíba, no estado do Rio de Janeiro.

Em seus mais de 30 anos de comunicação, Celso Portiolli continua nas tardes de domingo e nas noites de sábado do SBT e ainda sobra tempo para cuidar de suas emissoras de rádio e seu programa matinal na Ótima FM. É um excelente profissional, tão sbtista como o colega Ratinho. Aliás, Carlos Massa se reiventou no SBT e hoje continua como uma das maiores audiências da emissora. Como já diziam os sábios: “Dai a Cesar, o que é de Cesar”. Logo o SBT, terá o resultado que pretende alcançar com Portiolli.

Siga:

Twitter: @jcfantin

Facebook: @julioportalg

Instagram: @juliocesarfantin

Júlio César Fantin

Trabalhou em empresas de comunicação como SBT SC, Band SC e Regional FM. Criou o site Portal G e o portal Ouvintes.

X

Pin It on Pinterest

X