O Sétimo Guardião: A beata Mirtes e sua defesa da moral e dos bons costumes

Enquanto os sete guardiães se preocupam em proteger a fonte, o restante dos moradores de Serro Azul está alheio a tudo que envolve esse segredo, o que faz com que alguns tenham bastante tempo para cuidar da vida dos outros, como é o caso de Mirtes (Elizabeth Savalla). Católica fervorosa, ela está sempre acompanhada de Jurandir (Paulo Miklos), Liliane (Simone Zucato) e Roseane (Talita Fusco), seu grupo de beatos.

Mirtes é mãe do doutor Aranha (Paulo Rocha) e nunca aceitou o casamento do filho com Stella (Vanessa Giácomo). A nora perdeu um bebê que esperava e nunca mais conseguiu engravidar, o que faz com Mirtes viva dizendo que ela não foi capaz nem de lhe dar um neto. Apesar de contar com o apoio do marido, Stella por vezes se sente insegura em meio às insinuações da sogra e tem que ser forte para não sucumbir ao vício pela bebida. Aranha, que tem adoração pela mãe e é completamente apaixonado pela esposa, vive na linha de fogo, tentando acabar com a guerra entre as duas.

Além da relação conflituosa com Stella, Mirtes não dá sossego para o ex-genro, João Inácio (Paulo Vilhena). Ela faz marcação cerrada para que ele respeite a memória de sua filha que morreu e, ao descobrir, que o rapaz está envolvido com Stefânia (Carol Duarte), uma das meninas do bordel de Ondina (Ana Beatriz Nogueira), passa a infernizar a vida do casal. Ondina, aliás, é outro alvo de Mirtes. A beata considera a cafetina a encarnação do pecado e não poupa insultos quando cruza com ela pelas ruas de Serro Azul.

‘O Sétimo Guardião’, próxima novela das nove, é uma obra de Aguinaldo Silva com direção artística de Rogério Gomes. A trama tem previsão de estreia confirmada para o dia 12 de novembro, às 21h15, substituindo “Segundo Sol”. 

Pin It on Pinterest