Afiliada do SBT faz funcionários caírem na malha fina

na-tela

A TV Alterosa, emissora mantida pelo grupo Diários Associados e afiliada do SBT em Belo Horizonte, é culpada por alguns de seus funcionários terem problemas com a Receita Federal, segundo denúncia feita na quinta-feira, 29, pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais. De acordo a entidade, a empresa de mídia feriu leis trabalhistas, pois teria recolhido o desconto do Imposto de Renda, mas sem repassar à Fazenda.

Para os trabalhadores, o resultado não foi nada positivo. O sindicato afirma, por meio de texto publicado em seu site oficial, que teve quem acabasse caindo na malha fina e que a situação em nenhum momento chegou a ser comentada pela direção do canal televisivo. “Além da desconfortável situação legal em que se encontram e dos aborrecimentos, a situação trouxe outros transtornos”, garante a entidade. “Muitos contavam com a restituição do imposto de renda para recompor seu orçamento”.

“O problema foi descoberto quando os lotes de restituição começaram a ser entregues. Nenhum dos cerca de 100 empregados de todos os setores da TV Alterosa que deveriam receber restituição a recebeu. Diante disso, passaram a procurar a Receita para entender a razão. Ao checar as declarações, constataram que o preenchimento estava correto, mas havia uma divergência no informe de rendimentos pagos pela empresa”, continua a expor o caso a equipe do sindicato.

A instituição jornalística conta ainda que um dos funcionários da TV Alterosa percebeu que o valor que deveria ser repassado à Receita deveria ser de R$ 13.871, valor descontado no período analisado nos extratos, mas a emissora só encaminhou R$ 10.594, representando prejuízo de R$ 3.277 para o funcionário, um dos que caíram na malha fina. O sindicato informa que em contato com as autoridades responsáveis, os empregados seguem sem direito à restituição.

A TV Alterosa não pronunciou sobre as denúncias do sindicato até o começo da noite desta sexta. De acordo com a entidade, tentativas de contato com a direção do canal foram feitas, mas sem êxito, pois a “empresa se recusou a conversar sobre o assunto”. As informações são do portal “Comunique-se”.




X

Pin It on Pinterest

X