Búlgara, torneiro mecânico e professora são os primeiros eliminados no “Hell’s Kitchen – Cozinha Sob Pressão”

(Foto: Reprodução)
(Foto: Divulgação)

Uma surpresa na estreia da quarta temporada do “Hell’s Kitchen – Cozinha Sob Pressão” do último sábado, 03 de setembro. Já divididos em duas equipes, vermelha (mulheres) e azul (homens), os competidores foram avaliados pela Chef Dahoui, que provou os pratos de assinatura, preparados para apresentação dos candidatos, e eliminou o torneiro mecânico, Marco e a professora Ludmyla, que deixaram o programa.

Na sequência as equipes foram para o restaurante e sob as divisões de tarefas e orientações da Chef Dahoui começaram os trabalhos. Entre alguns  desentendimentos e pequenos acidentes, as equipes se atrapalharam nas entregas dos pratos. A Chef Dahoui não deu moleza para os competidores e a equipe das mulheres acabou se dando mal, por não conseguir entregar as sobremesas, e teve o restaurante fechado pela Chef.

Na avaliação final, as equipes azul e vermelha indicaram os participantes para a eliminação. Ana 2 representante da equipe vermelha indicou Bárbara e Borianka. Vick, da equipe azul, indicou Bantu e Mailsone foi questionado pela Chef por ter indicado Bantu, já que Vick  o havia colocado na pia e assim seria difícil julgar seu trabalho. A Chef aproveitou para contar como começou sua carreira: “Eu comecei lavando louça 26 anos atrás. Então não é nenhum demérito. A gente começa onde for necessário o importante é onde a gente vai chegar.” enfatizou e imunizou da eliminação a equipe masculina. Continuando a avaliação das duas indicadas pela equipe feminina, a Chef Dahoui tomou a decisão de pedir o dolma da búlgara Borianka, que foi a terceira eliminada do programa.

 

X

Pin It on Pinterest

X