Cristina Pereira entra em “Haja Coração” e rasga elogios a Tatá Werneck

Foto: Raphael Dias/Gshow
Foto: Raphael Dias/Gshow

 

Logo no início da tarde, o burburinho nos corredores do estúdio B, localizado dentro dos Estúdios Globo, já indicavam uma presença ilustre. Maquiadores, figurinistas e equipe técnica. Todos foram contagiados pela agitação que invadiria as gravações de “Haja Coração” novela das 19h da Globo, prestes a começar, até que o diretor artístico Fred Mayrink anunciou, nos auto-falantes, a participação para lá de especial: “Seja muito bem-vinda, Cristina Pereira!”.

A convite do autor Daniel Ortiz, a atriz entra na trama na pele de Safira, prima de Teodora (Grace Gianoukas), quase 30 anos depois de dar vida a Fedora Abdala, em “Sassaricando”.

 “É muita responsabilidade entrar no meio e apresentar um trabalho em que já existe uma expectativa”, garante a artista, que contabiliza mais de quatro décadas de carreira. “Quanto mais velho você tá, tem que fazer melhor, afinal de contas, você tem experiência e vivência das coisas”, completa.

Cristina Pereira conta que vem acompanhando a história desde o início e não poupa elogios para Tatá Werneck, intérprete da herdeira do clã Abdala na releitura da obra de Sílvio de Abreu. “Desde o começo, eu falei isso… Gosto muito da escolha que ela fez. Ela é uma atriz muito inteligente, uma excelente comediante, que tem como característica fazer comédia com humanidade. Ela faz a graça, mas tem um conteúdo”, dispara.

Para chegar ao arquétipo que vem apresentando na TV, Tatá revela que, antes da estreia de Haja Coração, fez questão de entrar em contato com Cristina. “Apesar de eu não estar usando ela como referência pra fazer a minha Fedora, queria pedir uma bênção”, explica a jovem atriz, que complementa: “Ela foi muito gentil e disse: ‘Tá abençoada!’. Tô muito feliz mesmo de estar com ela. Cristina Pereira é incrível, sou muito fã!”.

A troca entre as duas atrizes no set foi um verdadeiro deleite para todos que acompanhavam as gravações, dando uma pequena amostra do que vem por aí. “Eu procurei dar força pra ela [Tatá], dentro do que eu podia, de coração. Agora, foi ela quem me deu muita força”, finaliza Cristina, com brilho nos olhos e sorriso no rosto.

X

Pin It on Pinterest

X