Destaque nas transmissões da Olimpíada, emoção de Galvão Bueno vai fazer falta

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Por mais profissional que você seja no seu trabalho, se para você conquistar os seus objetivos você tenha que trabalhar com a emoção, por mais que você consiga segurá-la não será para sempre.

Por alguns momentos, os mais emocionantes, Galvão Bueno não conseguiu conter a emoção. Como um telespectador, vibrou, chorou e sorriu com alguns feitos de atletas brasileiros e das lendas que passaram pela piscina (Michael Phelps) e pista (Usain Bolt) da Rio 2016. Mas o ponto auge foi na vitória do Brasil contra a Alemanha, no Maracanã. Após o final do jogo e dentro da cerimônia da entrega das medalhas, Galvão pediu desculpas: “Passei um pouco do ponto, mas era para passar mesmo”.

Vale destacar também as grandes narrações de Luis Roberto, Clebér Machado e da estreante Glenda Kozlowski.