Mamma Bruschetta foi demitida e impedida de entrar em estúdio da TV Gazeta

Foto: Reprodução/SBT
Foto: Reprodução/SBT

A saída da apresentadora Mamma Bruschetta da TV Gazeta teve momentos de alta tensão, revelou nesta terça-feira (2) o jornalista Daniel Castro, do site Notícias da TV. Ao serem informados de que estava prestes a ir para o SBT, diretores da emissora a acusaram de ingratidão e chegaram a proibi-la de entrar no estúdio do “Mulheres”.

Segundo Daniel Castro, Mamma procurou a direção da Gazeta na segunda (25), e disse que tinha sido sondada por Silvio Santos. Ela propôs fazer o programa do SBT, que fica no ar entre 14h15 e 15h15, e correr para a Gazeta, a tempo de comentar notícias sobre celebridades no “Mulheres”, no ar das 14h às 17h30. Mamma disse que faria o trajeto do SBT, em Osasco, até a Gazeta, na avenida Paulista, em apenas meia hora. A direção da emissora não engoliu. O percurso leva pelo menos uma hora.

A TV Gazeta não aceitou a ideia de dividir Mamma com o SBT. Numa discussão ríspida, um alto executivo da emissora a acusou de ser ingrata, pois, além do salário, Mamma tinha o plano de saúde pago pela emissora, que também atuou, no ano passado, para que ela tivesse um tratamento para emagrecer em um spa de São Paulo. Mamma foi imediatamente demitida e proibida de fazer o Mulheres naquele dia. Acabou voltando na quinta-feira (28), para se despedir porque o público reclamou sua ausência no “Mulheres”.

Quando foi demitida, Mamma ainda não tinha garantia de Silvio Santos. Ela só assinou contrato com o SBT na quinta. Na Gazeta, avalia-se que ela propôs ficar no ar em duas emissoras por causa do risco de o “Fofocando” não durar muito tempo. Em conversa com o Notícias da TV, Mamma disse que a saída foi consensual.

X

Pin It on Pinterest

X