Primeira Morena do Tchan é missionária e dá aula de dança em igreja

Foto: Divulgação/Record
Foto: Divulgação/Record

Pela primeira vez desde que deixou o grupo, há quase 20 anos, Débora Brasil, a primeira morena do É o Tchan, fala com uma equipe de TV. No “Câmera Record” desta quinta-feira (8), às 23h00, a ex-dançarina faz revelações ao programa e comenta a saída do grupo no auge e como superou a depressão.

Apesar de ser reticente sobre como deixou o Tchan, ela acaba revelando um pouco sobre os bastidores de sua substituição. “Naquela época não foi uma questão de decisão. Foi o contrato que já estava acabando e eles já tinham planos de fazer um concurso, de trocar os dançarinos…Tanto que, quando eu saí, teve concurso e Scheila Carvalho entrou… Depois a Carla saiu, fizeram o concurso da loira, Sheila Mello entrou e foram trocando”.

Débora também conta que em meados dos anos 90 começaram os sintomas da depressão: “Eu tava fazendo show, eu tava aí nos trios elétricos no carnaval, mas aquilo já não me satisfazia. Uma tristeza que eu não sabia de onde vinha, eu não compreendia o que estava acontecendo. Até que…é como se eu tivesse parado de lutar, né? Desistido de lutar”.  A doença a afetou profundamente: “Eu costumo dizer que eu fui para o fundo do poço!”

A fé em Deus a ajudou a superar esse momento difícil. Hoje, além de apresentar o “Na Tela”, um programa de TV exibido em Vitória, Espírito Santo, ela divide seu tempo como missionária em uma igreja, onde dá aula de dança para um grupo de meninas.  “Eu tenho a oportunidade de cantar, eu tenho a oportunidade de dançar, e o melhor na minha vida que é de levar a palavra de Deus”, diz  Débora

Assim como mantém a dança em sua vida, aos 45 anos, ela continua mantendo os cuidados com o corpo e gosta de treinar na praia, com seu personal. “Eu aderi ao funcional e estou gostando muito. Eu tenho visto a diferença no meu corpo”.

X

Pin It on Pinterest

X