“Quem matou?” volta com força em “A Lei do Amor”

(Fotos: TV Globo/Reprodução)
(Fotos: TV Globo/Reprodução)

Nesta segunda-feira (10), o capítulo de “A Lei do Amor” terminará com um atentado a vida de  Suzana (Regina Duarte) e Fausto (Tarcísio Meira). Suzana acaba morrendo e Fausto ficará em coma.

De acordo com as informações da jornalista Patricia Kogut, do jornal “O Globo”, Magnólia (Vera Holtz), Ciro (Thiago Lacerda), Tião (José Mayer) e Augusto (Ricardo Tozzi) serão os principais suspeitos.

Fausto abandonará a carreira política e entregar tudo o que sabe sobre um gigantesco esquema de corrupção. Ele arrumará as malas e dirá a Magnólia que sairá de casa. Encontrará com sua amante, Suzana e seguirão de carro rumo a Atibaia, com documentos e fotos sigilosos.

Magnólia, possuída de raiva ligará para a casa de Suzana, mas o sobrinho, Elio (João Campos) atenderá. Ele afirmará que ela não está em casa.

– Diga a essa ordinária que não vou deixá-la roubar meu marido, ouviu bem?

– Dona Magnólia? – indagará Elio.

– Diga a essa vadia que, pela minha família, eu sou capaz de tudo! Eu disse tudo! – encerrará Mag.

Em outro momento, Ciro  entrará no escritório de Fausto, pegará no cofre algumas fotos guardadas pelo sogro. Depois de conferi-las, fará um telefonema.

– O que ela mostrou ontem, pro velho, trouxe hoje impresso. Era exatamente o que você tinha imaginado. Já está comigo. Eles estão indo para Atibaia. É pra já!

Em seguida, Tião aparecerá olhando para o celular, pensativo. O empresário será interrompido pela filha Letícia (Isabella Santoni):

– Oi, pai, bom dia! Aconteceu alguma coisa?

– Ainda não… Mas vai acontecer! Só coisa boa!

O prefeito de São Dimar, Augusto, aparecerá em outra cenas lendo uma reportagem sobre a família Leitão.

– Teu fim está próximo, Fausto Leitão! Pode se preparar! – dirá o prefeito.

Depois do acidente de Fausto e Suzana, será informado que o patriarca da família Leitão sobreviveu. Ciro, após receber a notícia, dará outro telefonema.

– Oi. Já estou sabendo. OK, eu vou reclamar do serviço malfeito! – responderá o vilão.

A polícia vai considerar Augusto, o prefeito, como o principal suspeito, por ser um inimigo declarado do dono da tecelagem. Já Pedro (Reynaldo Gianecchini) e Elio acreditarão que Magnólia e Ciro estão envolvidos no atentado.