Roberto Cabrini entrevista Day McCarthy neste domingo (17)

Num ano marcado por episódios de racismo, Roberto Cabrini apresenta dentro da “Retrospectiva 2017 SBT” uma entrevista com Day McCarthy, personagem que escandalizou o país ao ofender a filha adotiva de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Nas imagens divulgadas nas redes sociais, Dayane Alcântara Couto de Andrade, de 28 anos, nome real de Day McCarthy, chama Titi de “macaca” e afirma que as pessoas “não deveriam dizer que ela era bonita”. Após o ocorrido, Gagliasso procurou a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), na Cidade da Polícia, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e prestou uma queixa contra a mulher por injúria racial. O ator também prometeu que iria processar Day, inclusive no país onde ela reside.

Quando questionada sobre pedir desculpas aos pais de Titi pelo que fez, Day afirma: “eu não quero ser falsa, não tô preparada pra pedir desculpas a eles. Eu quero sentar e ter uma conversa comigo mesma e me arrepender, não quero ser falsa. (…) Pedir desculpas a ele não vai mudar em nada o que eu fiz”. Sobre ser racista, ela diz que “sim, eu sei que estou errada! Sei que eu sou racista, mas é uma coisa que eu não posso controlar, é uma coisa que eu não sei como controlar, como não ser racista.“. Cabrini pergunta se ela pretende procurar ajuda psicológica e Day responde: “ah sim, pretendo sim! Porque eu também quero saber o que se passa com a minha cabeça.”. Ela também diz querer pedir desculpas para Titi, “porque não queria que ela crescesse e se sentisse mal por ser negra ou pelas ofensas que eu falei contra ela. Espero que daqui 10 anos, outras notícias vão vir e ela não saiba o que aconteceu 10 ou 9, 8 anos atrás”. Cabrini questiona ainda se ela acredita que deve pagar pelo que fez e a entrevistada afirma: “se eu for condenada, sim”.

*Além deste tema, como anteriormente divulgado, a atração trará assuntos relevantes em âmbito nacional e internacional, tais como: as delações premiadas, a prisão de políticos como Sérgio Cabral e Garotinho, a crise dos presídios no Brasil, o primeiro ano de mandato de Donald Trump e a guerra declarada com o ditador norte coreano Kim Jong-um. Entre as tragédias naturais, a assustadora temporada de furacões nos Estados Unidos e Caribe, o terremoto no México e o grande e trágico incêndio em Portugal. No esporte, a transação mais cara do futebol com Neymar trocando o Barcelona pelo Paris Saint-Germain, a volta por cima da Chapecoense, o Corinthians campeão brasileiro e o Grêmio da Libertadores da América. A retrospectiva relembra ainda os atentados terroristas na Europa, o surto de febre amarela nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte, a Crise de Segurança no Espírito Santo, a Operação Carne Fraca e a maior apreensão de dinheiro em espécie da história do País pela Polícia Federal.

A Retrospectiva 2017 vai ao ar no próximo domingo, dia 17 de dezembro, à meia noite, no SBT.

Pin It on Pinterest