Série inédita conta a história da TV Excelsior e suas novelas

Foto: Divulgação/TV Cultura
Tonia Carrero e Francisco Cuoco em “Sangue do Meu Sangue”, de 1969. Foto: Divulgação/TV Cultura

A TV Cultura exibe no próximo domingo (16/10), às 19h30, o segundo episódio da série inédita “Novela – 65 Anos de Emoções”. Intitulada TV Excelsior – O Brasil nas Telenovelas, a produção retrata, entre outros fatos, o início da valorização dos artistas brasileiros e dos investimentos em produção para a criação das primeiras telenovelas nacionais.

A TV Excelsior, de São Paulo, foi inaugurada no mesmo ano que Brasília. A emissora surgiu com um projeto de renovação da televisão brasileira. Nos primeiros anos da década de 1960, o nosso cinema seria premiado em Cannes com O Pagador de Promessas, a bossa-nova levaria a nossa música para todo o mundo, e o Brasil ganharia a Copa do Mundo pela segunda vez. O país vivia um clima de grande otimismo e de esperança de um período de grande progresso e desenvolvimento em todas as áreas.

A Excelsior refletia esse momento, inclusive nas suas telenovelas. A emissora deu inicio a um processo de valorização dos artistas brasileiros, e foi a responsável pela primeira novela diária da televisão brasileira: 2-5499 Ocupado. Nessa novela despontou um casal que se tornaria um verdadeiro ícone da televisão brasileira: Tarcísio Meira e Glória Menezes.

Através de contratações milionárias, a Excelsior reuniu um enorme elenco, formado pelos mais importantes artistas da época. E com eles, a emissora investiu fortemente na qualidade de produção, com uma cuidadosa direção de arte e cenários e figurinos requintados. E uma novidade: o Brasil histórico começou a aparecer na teledramaturgia.

Ao longo dos seus dez anos de existência, a Excelsior levou ao ar as mais importantes realizações de teledramaturgia da época, com títulos como A Muralha, Dez Vidas, A Deusa Vencida, A Moça Que Veio de Longe, Sangue do Meu Sangue, A Pequena Órfã, O Tempo e o Vento, e também a mais longa novela produzida no Brasil: Redenção, com seus 596 capítulos, exibidos ao longo de dois anos.

No final da década de 1960, a Excelsior, perseguida pela ditadura militar, teve a sua concessão cassada pelo Presidente Médici. Um final melancólico para uma emissora que revolucionou a televisão brasileira.

“Novela – 65 Anos de Emoções”, apresentada por Atílio Bari, é uma realização da TV Cultura em coprodução com Hermes Frederico, idealizador do projeto, e que também realizou com o Canal Viva as séries Damas da TV e Grandes Atores. Hermes é professor da PUC-RJ, diretor acadêmico da CAL, Casa das Artes de Laranjeiras e produtor cultural. Roteiro e direção de Hermes Frederico e Atilio Bari, ator, dramaturgo e escritor.

Serviço
Domingo (16/10), às 19h30, na TV Cultura
Reapresentação na sexta-feira 21/10, às 22h.

X

Pin It on Pinterest

X