Ana Maria Braga comenta os três diagnósticos de câncer: “É terrível quando recebe a notícia”

No último domingo (27), foi celebrado o Dia Nacional de Combate ao Câncer. A apresentadora Ana Maria Braga, da Globo, que já enfrentou uma luta contra a doença três vezes, participou do “Encontro” e falou sobre a importância das pessoas não deixarem de fazer exames preventivos.

“Parece que é tudo igual. Cada câncer, é um câncer. Cada tratamento, é um tratamento. Cada efeito colateral, é um efeito colateral. Parece que quando você recebe a notícia é uma sentença de morte. Parece que é tudo igual. Cada câncer é um câncer. Cada tratamento é um tratamento. Não quero mais. Não é que você já conhece e já acostumou. Não acostuma com a ideia. É terrível quando a pessoa recebe a notícia. Não é um tratamento fácil. Se fizer a prevenção, a maioria dos cânceres são tratáveis sem esse sofrimento. São curáveis antes de fazer quimioterapia, radioterapia… Como por exemplo, o de próstata para os homens, e de mama para as mulheres. É uma doença silenciosa”, disse a âncora do “Mais Você”.

Ana Maria Braga ainda relembrou o momento em que decidiu dar a notícia para seus telespectadores: “Como não quis parar de trabalhar durante o tratamento, não tinha como fazer isso sem falar com as pessoas. Sempre fui muito honesta com o meu público. Não tenho vergonha de dizer as coisas que acontecem comigo. Não tinha como chegar na câmera e estar com aquela angústia no meu coração e não dividir isso com as pessoas que fazem parte da minha vida. É como filho. Se você não mostrar para o seu filho que você também sofre, dificilmente você vai ter o seu filho te contando as histórias dele. Você cria um distanciamento. Parece que é vergonhoso sofrer. Não tinha como não dizer. As pessoas iam falar comigo, eu ia desabar. Não tinha outra opção a não ser falar. Isso fez um bem. A força além da minha família, veio desse grande público”.

X

Pin It on Pinterest

X