Análise: Gugu tenta sem sucesso desvincular imagem do SBT e há nove anos vive pior fase da carreira

Muitos artistas se arrependem de trocar suas antigas emissoras, atraídos e cobiçados por altos salários e propostas que nunca foram cumpridas pelas contratantes. Um dos artistas que deixou o SBT, sendo cobiçado por um salário maior, ampla estrutura em seu dominical e a promessa de um programa de entrevistas que nunca saiu do papel é Gugu Liberato, hoje com 59 anos. Há quase uma década ele se tornou apresentador da Record TV, sem até hoje conseguir emplacar na nova emissora, tendo sua imagem vinculada ao SBT, onde trabalhou por três décadas. De animador/apresentador respeitado por Silvio Santos, Gugu se aventurou na Record TV, tendo seu contrato renovado de ano em ano, sempre com especulações, passando de “líder dos domingos” para um mero apresentador robotizado de reality show.

Seu contrato já chegou a ser encerrado na nova emissora e numa parceria privada entre sua produtora e a emissora retornou ao ar, durante a programação da semana. Num novo vínculo, voltou a gravar nos estúdios da Record TV e após diversas mudanças, passou a ser limitado a formatos fechados, se tornando comandante do “Power Couple” e do “Canta Comigo”. Mesmo após tantas tentativas, Gugu não conseguiu se reencontrar na nova casa. Foram cerca de 30 anos de SBT e 28 anos como apresentador. O SBT passava por um momento de crise, quando em 2009, a Record TV tirou da concorrente, um dos seus principais símbolos. Gugu saiu do SBT, mas o SBT nunca saiu dele. Em seus programas na concorrente, muitos quadros eram espelhados em suas antigas atrações do SBT. Na Record TV, Gugu já teve fase onde passou de animador para entrevistador. Com altos e baixos na audiência, o eterno intérprete do “Pintinho Amarelinho” nunca atingiu na emissora atual, o sucesso que teve com seu “Viva Noite” e por anos no “Domingo Legal”, quando atingia altos índices e brigava constantemente pela liderança aos domingos.

Casamento de Gugu e SBT durou três décadas.

Desde o início de contrato com a Record TV, muito se fala numa possível volta ao SBT. Gugu já chegou a ser considerado por Silvio Santos, o seu substituto aos domingos. O fato, no entanto, que Gugu não esconde de pessoas próximas e que possuem contato direto com o ex-patrão, a sua vontade de retornar ao SBT. Em entrevista ao “Programa do Porchat”, nesta semana, ele deixou claro que sua saída do SBT foi muito difícil e que sente falta de fazer programa de auditório. Outrora, Silvio recebe diversas ligações o aconselhando a readmitir Gugu. O dono do SBT, embora não guarde rancor, sempre o considerou um ótimo apresentador, não descartando uma volta, num futuro próximo. Desde que saiu da antiga emissora, o assunto volta à discussão, justamente porque embora Gugu negue, o apresentador continua casado com a Record, mas com sua trajetória de sucesso totalmente vinculada à concorrente. Nem mesmo o caso da falsa entrevista com o PCC em 07 de setembro de 2003, foi tão desgastante para a imagem e carreira de Gugu como a troca de emissora. Mesmo negando, qualquer crítico e até um leigo em televisão percebe que o apresentador até hoje não se sente a vontade na nova casa.

Nos últimos quatro anos, o retorno de Gugu aos domingos do SBT é dado como certo. Os contratos com a Record acabam sendo renovados sempre aos 45 minutos do segundo tempo e o animador que já chegou a bater Faustão em audiência e ter os domingos do Sistema Brasileiro de Televisão em suas mãos, acabou perdendo espaço e brilho na TV. Gugu já sonhou em ter sua própria rede de televisão, criou sua produtora e por mais ‘satisfatório’ que seja a experiência de mostrar suas diferentes faces na Record TV, o seu futuro na TV brasileira é incerto.

Gugu volta ao SBT em 2019, cria sua própria emissora ou decide se aposentar? A alternativa correta é ele tirar um tempo para autoanálise e então decidir se continua ofuscando sua carreira ou já é hora de se dar mais uma chance de tentar ser o Gugu que seu telespectador gosta de ver. Sem o público, nenhum artista tem sucesso, seja na TV ou qualquer outro meio onde seu êxito é a consequência da empatia, do trabalho e da imagem refletida na vitrine do fascinante “mundo do faz de conta”.

Siga:
Twitter: @jcfantin
Facebook: @eusouojulio
Instagram: @juliocesarfantin

Júlio César Fantin

Trabalhou em empresas de comunicação como SBT SC, Band SC e Regional FM. Criou o site Portal G e o portal Ouvintes. É colunista de TV desde 2012. Atua no BastidoresDaTV, desde janeiro de 2015. colunajuliofantin@gmail.com

Pin It on Pinterest