Coluna: Os dez maiores erros da novela “Os Dez Mandamentos”

os-10-mandamentos-o-filme

Nesta segunda-feira (04/07) chega ao fim uma das mais bem sucedidas novelas da Rede Record, “Os Dez Mandamentos”, novela de Vivian de Oliveira e direção de Walter Avancini.

Após fracassos como “Máscaras”(2012), “Pecado Mortal”(2103) e Vitória (2015) só para citar alguns, a trama bíblica conseguiu audiência e repercussão, mas não escapou de cometer erros que comprometeram a qualidade da obra.

Abaixo uma seleção dos dez maiores erros de “Os Dez Mandamentos”.

1- Nome inverossímil

Espera-se que o nome de uma novela seja o tema central ou permeie toda a história da trama. Não foi o que aconteceu com a novela da Record que passou mais de 200 capítulos dando destaque a preparação de Moisés como libertador dos hebreus, as dez pragas e abertura do Mar Vermelho.

2- Extintor de Incêndio

Erros acontecem até em Hollywood, mas ver um extintor de incêndio em cena de uma novela ambientada em 1593 antes de Cristo foi no mínimo constrangedor.

3- Limpeza exagerada

Se em ‘Velho Chico’ alguns personagens parecem estar sempre sujos e encardidos, os personagens de ‘Os Dez Mandamentos’ parece que usavam Vanish de tão limpas e brancas que eram suas roupas, incondizente com a época em que viviam.

4- FlashBacks e slomotion

Flashback e slomotion foram quase a 11° praga da novela. Ao longo mais de 200 capítulos não faltaram cenas de batalhas em câmera lenta e flashbacks de cenas recentes. A consequência foi por muitas vezes uma trama arrastada e sem ritmo.

5- Desacordo com a Bíblia.

A autora de “Os Dez Mandamentos” que sempre afirmou basear a história no que a Bíblia diz, preferiu deixar Faraó (Sérgio Marone) vivo quando o mar vermelho fechou e matou à todos os egípcios. A Bíblia deixa claro no livro de Salmos que Faraó morreu na ocasião.

6- Cenografia carnavalesca

O Egito, em especial o palácio de Ramsés na primeira temporada foi retratado com cenários tão falsos, exagerados e artificiais que lembravam mais uma escola de samba. Só faltou os personagens sambarem.

7- Não terminar no ápice

A abertura e o consequente fechamento do Mar Vermelho foram o ápice da trama da Record. O capítulo marcou 28.1 pontos de média e conseguiu o feito de vencer a Globo na média que na ocasião ficou com 20.8 pontos. Deveria ter sido o último capítulo, depois disso a audiência só caiu.

8- Crise de identidade

“Os Dez Mandamentos” é uma telenovela mas em razão da boa audiência se tornou uma novela-série ao ter uma 2° temporada. A Record já havia cometido o mesmo erro com “Os Mutantes” e pelo visto não aprendeu.

9- Caracterização equivocada

A passagem de quase 40 anos no fim da 2° temporada rendeu erros grotescos de caracterização. Enquanto alguns personagens exibiram barbas e cabelos falsos, outros pouco envelheceram. Como disse um grande amigo ” comeram formol ao invés de maná”.

10- Crossover

A Record tem introduzido nos últimos capitulos de “Os Dez Mandamentos” alguns personagens da próxima novela “A Terra Prometida”. O objetivo da emissora é fazer com que o telespectador se identifique com os novos personagens, mas tal atitude passa a impressão de que a próxima novela é apenas uma cansativa continuação e não uma nova novela.

Por Ton Estevão (@TonEstevao)