Com acordo de Sky e Vivo, Simba Content já garante até R$ 100 milhões e mais de 7 milhões de clientes na TV paga

O pequeno e desacreditado “Simba” acaba de demarcar seu reino, após um onipotente rugido. Com a assinatura de contrato, nesta quarta-feira (29), com a Sky, segunda maior operadora de TV por assinatura do Brasil, a Simba Content, empresa criada por SBT, RecordTV e RedeTV!, já garante presença em pelo menos 7,2 milhões de domicílios do mercado brasileiro de TV paga e até R$ 100 milhões anuais pela venda dos sinais digitais para SKy e Vivo TV, assim que a digitalização for obrigatória em 100% do território nacional.

Somando os cerca de 5,5 milhões de clientes da Sky Brasil e 1,7 milhões da Vivo TV, os clientes de TV por assinatura, cobertos pelas duas operadoras, podem garantir para a Simba Content, uma receita anual entre R$ 85 milhões e R$ 100 milhões, divididos entre as três emissoras que são igualitariamente societárias. De acordo com o apurado, por esta coluna do BastidoresDaTV, a média por cliente das duas operadoras que já fecharam contratos, ambas agora no mês de agosto, será entorno de R$ 12 anuais.

O reestabelecimento dos sinais digitais de SBT, RecordTV e RedeTV, deve ser imediato na Sky. A Vivo foi a única a não interromper os sinais. O corte ocorreu em 30 de março, com o fim do sinal analógico na Grande SP.

Simba Content consegue duas grandes vitórias no mês de agosto.

O CADE, órgão que regulamentou a criação da Simba, determinou que 20% do valor global arrecadado seja investido em produção de conteúdo. No entanto, este colunista apurou que a forma a qual as três emissoras investirá a receita, não é explícita. A Simba pode abrir novos canais na TV paga, mas também tem como opção o investimento na programação das três redes já existentes.

Outra informação apurada pelo jornalista Júlio Fantin, mostra que apesar da Oi TV já ter quase fechado acordo com a Simba e depois ter inexplicavelmente recuado, se aliando aos mesmos entendimentos da Claro/NET (líder do mercado), o anúncio de acordo com a Sky deve ser decisivo numa retomada de negociações com as três grandes operadoras que ainda continuam indispostas em entrar num acordo para o pagamento dos sinais das três redes de televisão.

Siga: JÚLIO CÉSAR FANTIN

Twitter: @jcfantin

Facebook: @eusouojulio

Instagram: @juliocesarfantin

Júlio César Fantin

Trabalhou em empresas de comunicação como SBT SC, Band SC e Regional FM. Criou o site Portal G e o portal Ouvintes. É colunista de TV desde 2012. Atua no BastidoresDaTV, desde janeiro de 2015. colunajuliofantin@gmail.com

Pin It on Pinterest