Eliana 30 anos: Apresentadora do SBT aproveita oportunidade de se reinventar e sobrepõe imagem de “loira dos dedinhos”

Os anos 80 e 90 ficaram marcados na TV brasileira pelos programas e apresentadoras infantis. Eliana, Xuxa, Angélica e Mara Maravilha tiveram suas carreiras consagradas na telinha. O tempo passou, as apresentadoras amadureceram e o público das musas da programação infantil também cresceu. Quem parou no tempo e não soube se reinventar nesta metamorfose, infelizmente teve sua imagem esquecida no túnel do tempo.

Eliana, hoje com 45 anos, comemora três décadas de carreira. Descoberta na TV por Silvio Santos e apadrinhada por Gugu Liberato, quando foi integrante do grupo “Banana Split”, a loira deixou sua marca na apresentação dos programas “Festolândia”, “Sessão Desenho”, “Bom Dia & Cia” e “Eliana & Cia” no SBT. Em 1998, a “loira dos dedinhos” trocou a emissora e seguiu na linha infantil na Rede Record. Até 2005, ela seguiu no comando de atrações como “Eliana & Alegria”, “Eliana na fábrica maluca” e “Eliana no parque”. Eliana cresceu e amadureceu com o tempo e por iniciativa própria soube aproveitar as oportunidades e buscou novos e importantes desafios. Ela deixou a imagem infantil de lado para atingir o público adulto. Foi em 2005, que a apresentadora idealizou e criou o programa “Tudo é Possível” na Rede Record, o qual apresentou até 2009. Neste ano, atendendo convite de Silvio Santos, Eliana retornou ao SBT, onde ganhou ainda mais destaque na guerra dominical com um programa que até hoje leva o seu nome.

Mãe de um menino e de uma menina, apresentadora e cantora, que completou 45 anos na última semana, soube aproveitar oportunidade para crescer junto com o seu público.

Eliana é a atual madrinha do “Teleton”, maratona da solidariedade do SBT e da AACD, além de ter conseguido o feito, nestes últimos 15 anos, de desvincular sua imagem do público infantil. Essa reviravolta foi essencial para a apresentadora do SBT se manter viva na TV brasileira e mesmo que a briga semanal por audiência tenha seus altos e baixos, Eliana não parou no tempo. Aquela inocente lagarta soube aproveitar o casulo e numa impressionante metamorfose ambulante, assim como uma mariposa (borboleta), conseguiu voar além do fantástico e utópico mundo da imaginação.

Xuxa, Angélica e Mara Maravilha – personalidades que muitos anos foram colocadas pela mídia como rivais, justamente por terem feito sucesso com o mesmo público de Eliana, em tempos e situações diferentes, tiveram que abandonar a inocência infantil para acompanharem os seus públicos, umas com mais, outras com menos sorte e sucesso na nada fácil transição. Sem fãs não há estrelato, por isso, vale destacar as eternas crianças que hoje são adultos e até pais, que em sua maioria não deixaram de lado sua admiração pelas eternas estrelas da TV brasileira.

Siga/Participe:

E-mail: colunajuliofantin@gmail.com
Twitter: @jcfantin
Facebook: @eusouojulio
Instagram: @juliocesarfantin

Júlio César Fantin

Trabalhou em empresas de comunicação como SBT SC, Band SC e Regional FM. Criou o site Portal G e o portal Ouvintes. É colunista de TV desde 2012. Atua no BastidoresDaTV, desde janeiro de 2015. colunajuliofantin@gmail.com

Pin It on Pinterest