Autor de “Malhação” defende morte de Filipe: “Violência do tráfico de drogas”

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A morte de Filipe (Francisco Vitti) em “Malhação: Seu Lugar no Mundo” comoveu muitos telespectadores nesta terça-feira (26), mas também deixou outros tantos revoltados com o fim trágico do personagem e, mais ainda, com a separação do casal #NanLipe.

O autor Emanuel Jacobina, que também vai assinar a próxima temporada “Pro Dia Nascer Feliz”, defende a atitude drástica tomada e explica seus motivos ao site Ego.

“Com a morte, quis mostrar que o principal problema do tráfico de drogas não é a questão do vício. Há vício de álcool, cigarro… O maior problema do tráfico de drogas é a violência, ela mata. Se eu não mostrasse isso, não teria abordado o tráfico de drogas e seu perigo para a juventude”, avalia ele.

A tragédia também vai servir como transição de fases de “Malhação”. A próxima temporada, “Pro Dia Nascer Feliz”, começa no dia 22 de agosto e cinco personagens atuais vão continuar na próxima leva de capítulos, entre eles, Nanda (Amanda de Godoi), a namorada de Filipe, que aparecerá de luto.

“Quando tirei o Lipe, pensava nisso. Queria romper com a temporada anterior e o jeito de fazer isso era matando um personagem querido”, diz Jacobina.

X

Pin It on Pinterest

X