ONGs vão à Globo contra Faustão por frase polêmica do apresentador

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Rede Mulher e Mídia, coletivo de entidades que defendem direitos das mulheres e lutam contra a violência doméstica, enviou à Globo um pedido de direito de resposta no “Domingão do Faustão”. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, as organizações se queixam da afirmação de Fausto Silva no domingo (6) de que existe “mulher que gosta de homem que dá porrada”.

Para as ONGs, as declarações do apresentador são ofensivas, “atentam contra a dignidade da mulher, uma vez que reforçam estereótipos que há muito vêm sendo rechaçados pelo conjunto das mulheres brasileiras”, e “corroboram para a manutenção do machismo”. Elas dizem que, “como concessão pública, a TV Globo deve manter alguns compromissos com a ética e a dignidade humana”.

No entanto, a Globo diz que não havia recebido o pedido até a noite de quarta (9). O canal afirma que “tem tradição de ser um veículo de comunicação que sempre defendeu os direitos da mulher em campanhas de conscientização, no seu conteúdo jornalístico e de entretenimento e em ações de responsabilidade social veiculadas em suas obras de dramaturgia e por apoio a projetos de entidades civis”.

X

Pin It on Pinterest

X