Ao vivo, Datena diz “odiar de paixão” algumas pessoas da Record

datena01

José Luiz Datena disse na tarde desta quarta-feira (26), ao vivo, durante o “Brasil Urgente” (Band), que ainda guarda mágoas de algumas pessoas da Record, mas, em contrapartida, amenizou nas críticas em relação ao bispo Edir Macedo, dono da emissora e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, e o ex-chefão da programação, o bispo Honorilton Gonçalves.

Datena relatou uma história de bastidor e afirmou que chegou a ser sondado por um executivo de uma emissora no Rio de Janeiro para apresentar programa de televisão local. Segundo o jornalista, foi lhe oferecido um caminhão de dinheiro e a oportunidade de morar na capital fluminense.

“Só que o bispo Gonçalves não me liberou”, disse Datena, acrescentando que na época era apresentador do “Cidade Alerta”, da Record, em São Paulo.

“O bispo Gonçalves não deve gostar mais de mim, mas eu não tenho nada contra ele, foi um grande amigo, sempre foi um cara muito legal (…) Também não tenho nenhuma bronca com o bispo Macedo, mas tem uns caras lá [na Record] que eu odeio, odeio de paixão”, afirmou.

“Não tenho queixa nenhuma contra ele [bispo Gonçalves], nem do bispo Macedo, só me levaram uma grana violenta que eu devia, mas eu paguei. Agora estou começando a ficar esperto com o que eu devia porque estão entrando com algumas ações e estão ganhando”, completou.

Sabe-se que Luiz Bacci é um dos desafetos públicos do apresentador da Band. Os dois trocaram fortes alfinetadas durante a rápida passagem de Bacci pela emissora dos Saad.




X

Pin It on Pinterest

X