“Conexão Repórter” retrata a dura realidade dos moradores de rua

Foto: Reprodução
Foto: Divulgação/SBT

O “Conexão Repórter” deste domingo (24), no SBT, retrata a dura realidade dos moradores de rua no documentário “Vida e Morte no Concreto de Gelo”. Eles não têm rosto, ou identidade. Na São Paulo de 12 milhões de habitantes, todos os veem, mas poucos enxergam. Para muitos, eles são meros números. Às vezes, nem isso.

Roberto Cabrini atravessa a noite na metrópole para contar histórias de sofrimento e abandono, especialmente no inverno rigoroso. Entre centenas de milhares de moradores de rua, o frio vai definindo quem sobrevive e quem sucumbe. O telespectador vai acompanhar a realidade das ruas, muitas vezes incompreensível e sempre desumana.

Cabrini conta a história de alguns deles, mostrando que têm nome, sobrenome, família, amigos e já tiveram, ou têm, uma profissão. Vagando ou estendidos pelo chão, eles se protegem como podem. Em um ambiente onde todos conhecem alguém que sucumbiu a essas condições hostis, o programa mostra que entre o relógio e o termômetro há uma dramática luta pela vida. Alguns com um pouco mais de estrutura. Outros com praticamente nada. Entregues à própria sorte. Na selva de pedra, humanos e também os cães compartilham a miséria e a falta de calor.

O “Conexão Repórter” vai ao ar todos os domingos, meia noite, logo após o “Programa Silvio Santos”.

X

Pin It on Pinterest

X