Diretor-geral da Globo dá sinal verde para investimentos na produção de séries

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A Globo vai jogar as suas fichas a partir de agora não só em novelas, mas também em série. Produções brasileiras, que sejam da própria emissora ou uma co-produção. O fato é que o caminho que Carlos Henrique Schroder colocou a Globo não tem volta.

Este ano vamos ter o exemplo da série “Justiça“, que vai abordar os personagens da trama de maneira diferente daquelas que estamos acostumados a assistir. Já foi gravada e editada uma série, “Nada Será Como Antes“, com Bruna Marquezine como protagonista, prevista para o ano que vem e a esperada “Supermax“, série de terror prevista para o final do ano ou início de 2017. Além disso, estão previstas mais duas séries para os próximos anos. De acordo com as informações do jornalista Flávio Ricco, a direção do canal está com um projeto de uma série ambientada numa plataforma de petróleo. Está sendo pensada há dois anos e agora um passo importante foi dado para dar continuidade ao projeto. Outra série também está sendo pensada, desta vez para o humor: o protagonista descobre uma fórmula de rejuvenescimento que vai mudar a sua vida. A área é comandada pelo diretor Guel Arraes.

O tempo passa tão rápido que deixamos de perceber a evolução da emissora carioca no setor. Foram três séries produzidas entre 2015 e 2016 que tem a missão de deixar para trás a maneira que uma série brasileira é vista.

X

Pin It on Pinterest

X