Luan Santana impõe condição para ‘perdoar’ a Record

Luan Santana pode voltar a aparecer na tela da Record, de quem se distanciou em resposta a insinuações sobre sua vida íntima feitas pela blogueira Fabíola Reipert. Desde que haja retratação. Foi o que disseram o cantor e seu pai e empresário, Amarildo Santana, ao site da revista “VEJA”. Luan Santana anunciou um boicoite à emissora no final de setembro. Fabíola Reipert havia acabado de publicar uma nota sobre uma viagem de Luan aos Estados Unidos ao lado de amigos, como o ex-personal trainer Gutão, que já foi apontado como seu namorado.

Segundo a equipe de Luan, a retratação deve ser pública, feita em qualquer veiculo oficial da Record, seja um programa ou nos sites, para que o cantor volte a se apresentar na programação da emissora. Também, eles exigem o compromisso de que nenhum jornalista filiado ao canal publique notícias sobre o cantor sem antes checar a veracidade dos fatos. “O básico”, segundo Amarildo Santana, pai e empresário de Luan.

Luan Santana diz que o que deseja, com o boicote, é respeito. “Sou totalmente contra mentira, é a pior coisa quando falamos algo que se perpetua, de uma forma que parece real para quem lê. Eu sou um cara muito sincero, muito verdadeiro, talvez por isso que tenha pegado tanto para mim.” A publicação que desencadeou a atitude foi, para a Luan e sua equipe, o auge de uma sucessão de eventos do gênero. “Não foi a primeira vez que ela fez isso, nós já a tínhamos avisado em outras situações. Eu não queria ter chegado a esse ponto, todos os apresentadores da Record são meus amigos, mas não teve jeito.”




X

Pin It on Pinterest

X