Série “A Garota da Moto” estreia no SBT nesta quarta-feira, 13 de julho, às 21h30

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A Garota da Moto” estreia dia 13 de julho, quarta-feira, às 21h30. A série é uma produção daMixer em coprodução do canal de Silvio Santos com a FOX Networks Group Brasil.

A atração será exibida de segunda a sexta, com um total de 26 episódios. A série é criada por David França Júmior e João Daniel Tikhomiroff, protagonizada por Chris Ubach, que interpreta amotogirl Joana.

A trama ainda tem no elenco Daniela Escobar, que dará vida a Bernarda, a protagonista da trama, e Sacha Bali, que faz o professor de artes marciais Dinho. Um dos destaques da série é Enzo Barone, o ator mirim que interpreta Nico, o filho de Joana.

“Esse trabalho foi uma saga que me permitiu aprender muita coisa nova. Foram 7 meses maravilhosos de filmagens”, diz a protagonista Chris Ubach. Já Daniela Escobar, que interpreta sua primeira antagonista, conta: “Eu fiquei muito empolgada, pois essa é a primeira vilã da minha carreira. Uma mulher má de verdade, uma psicopata completa”.

Para o diretor de Planejamento Artístico e Criação do SBT, Fernando Pelegio, “É uma honra coproduzir com uma das maiores empresas do setor de comunicações do mundo. História de primeira, roteiro de primeira, elenco e direção de primeira. Tem tudo para abrir mais caminhos para novas coproduções em teledramaturgia”.

“’A Garota da Moto‘ é uma emocionante história de protagonismo feminino que se encaixa perfeitamente no perfil do canal FOX Life. E é fruto da primeira parceria entre a FOX Networks Group Brasil e um canal de TV aberta. Estamos muito felizes em compartilhar essa série com o SBT”, comenta Zico Goes, diretor de Conteúdo e Produção da FOX Networks Group Brasil.

Já João Daniel Tikhomiroff, que é um dos criadores e diretor-geral artístico da série A Garota da Moto, comenta: “A parceria da Mixer com SBT e FOX foi essencial para a realização desta série, pois são 26 episódios englobando todos os gêneros da dramaturgia, desde humor, drama, ação, até muito suspense. E este modelo de ter uma série compartilhada com um canal aberto e fechado, além de outras plataformas de exibição, definitivamente é o caminho que acredito que os conteúdos brasileiros vão trilhar”.

 

X

Pin It on Pinterest

X