“Escrava Mãe”: saiba tudo sobre os capítulos de 19 a 23 de setembro

Segunda-feira, 19 de setembro
Catarina está espantada diante de Almeida. Beatrice e Teresa tensas. Tia Joaquina observa, mas afastada. Miguel se adianta até Almeida e discutem sobre Esméria. Catarina olha para Miguel emocionada. Rosalinda discute com Urraca que está na praça, despejada. Rosalinda cospe no chão e Urraca se descontrola e voa em cima de Rosalinda e puxa seu cabelo e começam a se estapear. Tito Pardo conversa com Esméria que não quer mais saber da condessa. Catarina avança para cima de Almeida e ameaça que se ele não libertar Esméria ela o mata. Rosalinda e Urraca se estapeiam e rolam pelo chão. Loreto se aproxima e apita para que parem. Guilherme conversa com Quintiliano que continua sem conseguir falar. Urraca e Rosalinda entram na pensão. Gonzalinda está de olhos arregalados. Urraca agradece Rosalinda pela hospedagem. Tito Pardo orienta Catarina voltar outro dia para ver Esméria. Juliana pede que Catarina respeite o momento dela. Catarina faz que vai embora e Esméria entra e chama Catarina pelo nome de batismo. Elas se abraçam emocionadas. Filipa visita Átila e eles se beijam calorosamente. Tomás chega e Filipa se assusta, eles não se veem. Loreto vai até a pensão e entra no quarto. Urraca está na cama de Rosalinda completamente coberta. Loreto tira a farda e entra debaixo da coberta. Loreto agarra Urraca e grita ao ver que é Urraca. Loreto cai da cama e tenta fugir, Urraca corre atrás de Loreto pelo quarto, só de ceroulas. Rosalinda entra e depara com a situação. Tozé e Rebeca reagem com espanto do que ouvem de Catarina sobre Almeida não ter negociado a venda de Esméria. Miguel conversa com Teresa e pede que leve Juliana a festa que terá na vila, que é o dia em que vai tentar fugir. Urraca vem de dentro e ouve tudo. Dr. Pacheco orienta Guilherme tirar Quintiliano um pouco da cama e diz que ele está fora de perigo. Catarina está na câmara e Osório preso diz a Catarina que pode ajuda-la tirar Esméria das mãos de Almeida. Esméria está ansiosa diante de Maria Isabel que pensa que ela irá autorizar sua venda. Maria Isabel não deixa Esméria partir e Esméria ameaça que vai contar que foi ela que matou o coronel Custódio.

Terça-feira, 20 de setembro
Maria Isabel está espantada diante da ameaça de Esméria. Catarina desconfiada diante da proposta de Osório. Osório pede a Catarina que interfira na sua liberdade em troca ele pode forjar uma identificação de Esméria como compra ilegal. Rosalinda desabafa com Dália e Violeta enquanto tomam o desjejum. Esméria chantageia Maria Isabel que pede ajuda para se deitar. Esméria deita na cama e pede que Maria Isabel lhe sirva um copo d’água. Miguel encontra com Juliana e pede para encontra-lo a tarde e sai. Catarina encontra Almeida e pergunta qual o valor de Esméria. Almeida responde que a escrava não está à venda. Catarina se ajoelha e se humilha para Almeida que a ignora. Irani arruma alguns produtos no armazém e Zé Leão chega ali. Filipa com o baú de cartas de Joana nas mãos, diante de Quintiliano que está sentado em uma cadeira. Filipa lê uma das cartas e Quintiliano se agita, Filipa se espanta e para de ler. Genésio acorrentado e Bá Teixeira chega esbaforida com a bolsa nas mãos. Genésio pede a Bá Teixeira que entregue a pepita a Catarina. Nestor, Dália e Belezinha encenam a peça de teatro e ficam constrangidos com a chegada de Átila. Dr. Pacheco examina Teresa e diz que está tudo bem. Dr. Pacheco revela que Almeida fará uma homenagem a Custódio na festa da vila. Teresa se surpreende e troca um olhar com Juliana. Catarina conversa com Miguel que orienta não confiar em Osório. Bá Teixeira chega e diz que tem algo que pode ajudar a libertar Esméria. Esméria está sentada na cama enquanto Maria Isabel perto da bandeja de frutas. Maria Isabel vai servir frutas para Esméria e rapidamente encosta a faca no pescoço de Esméria que se assusta. Esméria entra em pânico.

Quarta-feira, 21 de setembro
Maria Isabel ameaça Esméria com uma faca no pescoço. Bá Teixeira vai oferecer ajuda à Catarina para libertar Esméria, em troca pede que Catarina ajude Quintiliano a se recuperar do prejuízo que teve com o barco. Catarina pergunta como pode ajuda-lo e Bá Teixeira entrega a pepita de ouro. Miguel diz que a pepita é solução dos problemas deles. Beatrice e Dr. Pacheco entram no quarto de Maria Isabel e ela disfarça. Eles estranham o fato de Esméria usar um vestido de Maria Isabel. Maria Isabel diz que deu de presente para Esméria. Dr. Pacheco examina Maria Isabel. Almeida fala para Urraca que Miguel blefou quando ameaçou tira-la de casa. Maria Isabel diz para Almeida dar a carta de alforria de Esméria e pede para liberta-la na frente de todos. Maria Isabel diz para Miguel que pediu para libertarem Esméria. Miguel diz que podia fazer o mesmo por ele. Maria Isabel está no quarto com Urraca quando tia Joaquina aparece perguntando se a sinhá quer algo. Maria Isabel pede para chamar Juliana e diz que a quer como mucama no lugar de Esméria. Urraca e Almeida ficam assustados com a chegada de Loreto e alguns soldados. Loreto diz que o motivo de estar ali foi uma denúncia que recebeu. Miguel e Juliana se encontram. Ela insiste em dizer que não podem ficar juntos. Miguel diz que eles precisam viver este amor e que o Almeida não está em condições de exigir nada. Juliana se surpreende com o comentário. Loreto revira a casa de Almeida. Loreto encontra a bolsa de Genésio dentro no armário no gabinete e tira a pepita de ouro de dentro. Almeida fica assustado. Miguel conta à Juliana do plano de esconder a pepita. Juliana diz que não agiu certo. Miguel fala que fez isto para que os dois possam fugir durante as festividades. Maria Isabel de longe observa os dois. Almeida diz a Loreto que não roubou nada e diz que foi uma armadilha. Loreto pergunta se Almeida desconfia de alguém e ele olha para Urraca. Juliana diz a Miguel que não pode fugir com ele, pede desculpas e vai embora. Maria Isabel de longe chora de raiva. Urraca discute com Almeida por causa da desconfiança dele. Loreto leva Almeida preso e no caminho Almeida encontra com Miguel e diz que foi ele o responsável. Filipa, Guilherme e Tomás perguntam para Quintiliano se ele sabe quem roubou a pepita. Eles colocam uma sineta na mão do pai para responder a pergunta. Bá Teixeira que também está no quarto fica nervosa com a situação. Catarina entra as pressas e avisa todos que acharam a pepita no Engenho do Sol. Almeida é colocado na mesma cela de Osório. Maria Isabel, com muita raiva e sentindo dores, vai até o quarto de Juliana e pega um chicote. Juliana olha assustada.

Quinta-feira, 22 de setembro
Juliana está apavorada diante de Maria Isabel e pede que não a machuque. Maria Isabel sente dor e coloca a mão na barriga e Juliana tenta ajudar. Juliana é chicoteada por Maria Isabel. Esméria está furiosa diante de Beatrice que revela que Maria Isabel não quer deixar Catarina comprar sua liberdade. Juliana está caída no chão, com as costas nuas. Maria Isabel tem o chicote nas mãos. Irani embrulha alguns doces e Nestor na rede percebe que ela está irritada e diz que está cansada. Zé Leão chega na casa de tia Joaquina e vê que Juliana está caída, desacordada e se assusta. Quintiliano toca a sinetinha sem parar, muito nervoso na tentativa de avisar que não foi Almeida quem roubou a pepita de ouro e sim Genésio. Bá Teixeira está assustada e corre para buscar água para acalmar Quintiliano. Tomás joga xadrez com Átila e diz que aceitou ensaiar a trupe no lugar de Tozé a pedido de Violeta. Maria Isabel deitada na cama, com o rosto suado sente dores e tem a respiração ofegante. Beatrice e Teresa chegam e tentam ajudar e Maria Isabel pergunta de Miguel. Esméria procura por ajuda e vê Miguel que chega no engenho. Esméria corre para avisar que Juliana precisa de ajuda. Miguel entra desesperado. Zé Leão vela por Juliana ainda inconsciente. Miguel pega Juliana nos braços. A pensão está cheia e músicos tocam para Petúnia executar sua dança. Todos pedem em coro por Rosalinda que olha para Petúnia, vitoriosa. Almeida com ódio, anda de um lado para o outro da cela e diz que vai se vingar de cada um quando sair. Osório está calmo. Osório oferece aliança a Almeida e os dois apertam as mãos. Zé Leão está com medo de ajudar Miguel a fugir. Dr. Pacheco examina Maria Isabel e avisa Beatrice que não há mais nada que possa ser feito. Maria Isabel não sabe de nada ainda e pede a Tito Pardo que encontre Miguel. Esméria conta a Sapião que está livre. Zé Leão diz a Miguel que vai ajudá-lo até metade do caminho. Miguel e Zé Leão carregam Juliana e vão se afastar Tito Pardo chega correndo e pergunta o que estão fazendo.

Sexta-feira, 23 de setembro
Zé Leão ajuda Miguel a carregar Juliana em uma maca improvisada. Maria Isabel recebe a notícia do Dr.Pacheco que infelizmente não conseguiu salvar o bebê. Maria Isabel chora e, com muita raiva, culpa Juliana pelo o que aconteceu. Tito Pardo conta para Miguel que Maria Isabel perdeu o bebê. Miguel não dá ouvidos e continua a carregar Juliana com a ajuda de Zé Leão e Tito para longe do engenho. Beatrice, Teresa e Tia Joaquina tentam acalmar Maria Isabel. Sem sucesso, pedem que Dr.Pacheco faça algo e ele dá um elixir. Nestor está triste e pensativo. Belenzinha se aproxima e percebe a tristeza do pai. Eles conversam e Nestor tem a ideia de pedir ajuda a Tomás. Rosalinda humilha Petúnia na frente dos homens. Petúnia sai com muita raiva da pensão e acaba se encontrando com Átila na rua. Átila pergunta se Petúnia sabe de Jasmin e ela não se interessa pela conversa e se afasta. Tito Pardo e Miguel carregam Juliana por uma trilha na mata. Juliana muito fraca continua desmaiada. Tito Pardo diz que é melhor encontrar um lugar para passar a noite e indica um caminho. Zé Leão conta para Esméria que Tito Pardo apareceu e levou Juliana junto com Miguel. Esméria diz que não sentirão a falta de Juliana por causa dos acontecimentos com Maria Isabel. Maria Isabel adormece e Beatrice aproveita para perguntar ao Dr.Pacheco se sua filha conseguirá engravidar novamente. O médico diz que provavelmente não. Miguel continua carregando Juliana com Tito Pardo até que eles avistam alguém segurando uma tocha. Eles se deparam com quilombolas e pedem ajuda. É quando um dos quilombolas reconhece Miguel e já se ajoelha diante dele, beijando suas mãos. Ele diz a Líder que foi Miguel quem o libertou junto com outros escravos. Líder leva Juliana para cuidar. Tito Pardo diz a Miguel que precisa voltar para o engenho mas Miguel diz que precisa de mais um favor. Tito Pardo vai até a casa de Irani e pede para ela ajudar a salvar Juliana. Irani sai para ajudar. Irani coloca várias ervas nas costas de Juliana, que está dormindo. Miguel está a seu lado, sofrido. Ambos parecem exaustos. Juliana desperta, bem devagar, ainda sentindo muitas dores. Miguel a beija na testa. Maria Isabel e desperta e pergunta de Miguel e Beatrice diz que Tito Pardo foi busca-lo. Sapião pressiona e Esmeria conta o que aconteceu com Juliana. Tito Pardo diz à Beatrice que não encontrou Miguel na mata. Teresa vai conversar com Guilherme e pede que ele faça justiça com Almeida. Guilherme se surpreende com o pedido e dá um beijo em Teresa. Irani cuida de Juliana que acorda e recebe a notícia que Maria Isabel perdeu o bebê. Maria Isabel pede que Zé Leão traga Juliana viva ou morte. Ele diz que não pode fazer isto. Loreto abre a cela para Almeida sair. Almeida segue para a assembleia, seguido por Loreto. Na câmara municipal Guilherme pede que uma testemunha entre. Almeida se assusta já que não cometeu furto nenhum. Neste momento, Quintiliano aparece. Juliana acorda e recebe o carinho de Miguel. Ela começa a tossir e ele entrega um pano para proteger a boca. Eles se espantam quando veem que há sangue no pano.

X

Pin It on Pinterest

X